quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Ficar em forma sem frescura!!!

Ficar em forma sem frescura

As férias escolares acabaram, algumas pessoas até se animaram, entrando numa academia e já pensam em sair. Os motivos, para quem quer encontrá-los, são muitos: estuda, trabalha, não dá tempo, não vi resultado nenhum em dois meses e muitas outras desculpas.Entrar em forma na verdade não é assim tão simples bastando apenas se matricular numa academia, fazer alguns exercícios e pronto! Sem sacrifício, mudança de hábito e perseverança ninguém chega a lugar nenhum principalmente numa sociedade como a de hoje onde tudo favorece as pessoas engordarem com oferta de muita comida e pouca ou quase nenhuma atividade física. A maior vitrine onde podemos observar isso é a praia que nesse verão, não só eu observei como informalmente ouvi muitos comentários do tipo. Puxa! Como as pessoas engordaram! Dá para contar nos dedos os magros. E mais. Parece que a maioria não está se importando com isso, haja vista a descontração com que exibem seus corpos rechonchudos.Mudar os hábitos significa também mudar a alimentação que assim como a própria atividade física é cercada de mitos, verdades e mentiras. Tão importante é isso que as boas academias, além da avaliação funcional, também têm em seus pacotes a consulta com o nutricionista.A gente sabe que durante a atividade física visando diminuir percentual de gordura e aumentar massa magra o corpo queima três nutrientes básicos: carboidratos, gorduras e proteínas. Não é que algumas pessoas resolvem em seus pífios regimes cortar esses combustíveis achando que vai emagrecer mais rápido porque está também “malhando”? A tal dieta do Dr. Atkins que pregava cortar os carboidratos e ingerir desmedidamente só gordura fez o maior sucesso nos anos 70, mas por incrível que pareça mesmo depois de ser comprovada a ineficácia da dieta e os problemas de saúde que ela gera, ainda encontra adeptos. Sem os carboidratos o corpo passa a queimar mais proteínas como combustível principal gerando perda de massa muscular em vez de ganhar porque falta na hora de reconstruir. Uma regra simples é ingerir carboidrato antes do exercício físico como suporte de energia e proteínas depois para a reconstrução da massa muscular. As gorduras só devem ser evitadas durante a noite porque o metabolismo diminui nesse período e as gorduras acabam virando os temíveis pneuzinhos.
Outro vício que virou moda entre os desinformados malhadores comuns é a ingestão dos suplementos à base de proteína. São totalmente dispensáveis para nós simples mortais. Eles foram desenvolvidos para atletas que não conseguem suprir o gasto de tanta energia perdida nos treinamentos intensos a que são submetidos. O abuso desses suplementos por quem não gasta tanta energia assim pode gerar problemas de sobrecarga nos rins e comprometer o fígado. O menor dos males é jogar dinheiro fora. Algo similar acontece com o modismo entre os adeptos à musculação de usar creatina supondo fornecimento de energia instantânea. Não há nenhuma pesquisa científica comprovando isso. Até agora o efeito mais provável é o placebo. Da mesma, forma é desperdício de grana.O sonho de ficar forte com uma silhueta de artista ou até mesmo desejos mais simples como emagrecer rápido esbarra no velho adágio popular: “Quem é bom já nasce feito” e vale para todas as modalidades esportivas. Isso mesmo. Depende da informação genética e são poucos os talentos naturais. Não significa desistir de fazer alguma coisa por não estar enquadrado nessa minoria sem dotes.É importante fazer exercício físico diariamente visando sempre a qualidade de vida. Fazer de forma natural porque o próprio corpo pede isso. Da mesma forma a alimentação deve ser sem noas nem tabus. Fico imaginando como deve ser chato ficar combinando esse alimento com aquele outro ou se privando de certos prazeres da gula. Não posso comer isso ou aquilo porque engorda, porque o médico proibiu ou porque a sociedade condena. Fico imaginando como deve ser chato fazer tudo isso por causa, para os outros ou porque é o padrão estabelecido pela mídia. O segredo é sempre buscar o equilíbrio. Nem malhador compulsivo, nem sedentário. Atualmente com tanto acesso à informação pouca gente não sabe que obesidade mata. Não precisa muita frescura. É só fazer exercício naturalmente e na dúvida consulte os profissionais de Educação Física e de Nutrição. O custo benefício é melhor do que se imagina. (Portal da Educação Física)

Um comentário:

Eu Amo a Cissa disse...

Muito bom!
Ainda mais eu, que estou voltando às atividades físicas ao término das férias.
Valeu mesmo.